Segundo o Ministério da Saúde, no primeiro ano de vida da criança são recomendadas 7 consultas de rotina no primeiro ano de vida (na 1ª semana, no 1º mês, 2º mês, 4º mês, 6º mês, 9º mês e 12º mês), além de duas consultas no 2º ano de vida (no 18º e no 24º mês) e, a partir do 2º ano de vida, consultas anuais, próximas ao mês do aniversário. Essas faixas etárias são selecionadas porque representam momentos de oferta de imunizações e de orientações de promoção de saúde e prevenção de doenças.

Com base nessas informações que a Prefeitura de Saquarema, através da Secretara Municipal de Saúde, em conjunto com a Direção de Atenção Básica Municipal, a Coordenação do Ambulatório de Pediatria e o Hospital Pediátrico identificaram uma evasão nas consultas ambulatoriais e um aumento na procura de atendimento nas emergências, gerando automaticamente uma sobrecarga nos atendimentos de emergência e um significativo aumento no tempo de espera.

Ainda de acordo com o Ministério, as crianças que necessitam de maior atenção devem ser vistas com maior frequência. É de extrema importância que pais e responsáveis compreendam que as consultas de rotina são fundamentais para o acompanhamento da criança, bem como prevenir diversos problemas que podem ocorrer durante o seu desenvolvimento.

Assim como nas visitas a especialistas de doenças crônicas como asma, neuropatias, cardiopatias ou diabetes, nas consultas regulares, o pediatra avalia questões que envolvem desde saúde, peso, alimentação, sono até formas de criar e educar a criança, estabelecendo um histórico que garantirá uma maior eficácia nos cuidados com a criança em comparação com atendimentos de emergência em prontos-socorros.

Com o objetivo de informar e conscientizar pais, mães ou responsáveis sobre a importância da regularidade nas consultas de rotina, a Secretaria Municipal de Saúde vem promovendo ações educativas em todas as unidades de saúde, mas principalmente nas emergências.

“Nosso objetivo é fazer com que os pais e responsáveis entendam a importância das consultas de rotina e evitem levar as crianças ao pronto-socorro, local onde há uma grande exposição à contaminação por pacientes com diversos tipos de doenças infectocontagiosas. Quando a criança tem um acompanhamento regular, o risco se torna bem menor” – disse a subsecretária municipal de Saúde, Ana Paula Duarte.

Com capacidade para até 800 atendimentos semanais, Saquarema possui um ambulatório pediátrico, que oferece atendimentos de Pediatria, Neuropediatria, Terapia Ocupacional, Pneumologia, Gastroenterologia, Psiquiatria, Puericultura, Cardiopediatria e Fisioterapia Respiratória. A unidade funciona das 08 às 16 horas e a marcação de consultas acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h.