Primeiro lugar na Saúde Básica da Região dos Lagos! Este é um dado importante que a Prefeitura de Saquarema comemora juntamente com a população. De acordo com a Avaliação dos Indicadores de Desempenho realizada a cada quadrimestre e disponibilizada pelo Sistema de Informação da Atenção Básica – SISAB, do Ministério da Saúde, Saquarema possui o melhor sistema de saúde básico e primário da região e o 12° melhor do Estado, dentre os 92 municípios avaliados.

Atenção primária

Atenção Primária à Saúde (APS) é o primeiro nível de atenção em saúde e se caracteriza por um conjunto de ações, no âmbito individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação, a redução de danos e a manutenção da saúde com o objetivo de desenvolver uma atenção integral que impacte, positivamente, na situação de saúde das coletividades. Trata-se da principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde – SUS, devendo se orientar pelos princípios da universalidade, acessibilidade, continuidade do cuidado, integralidade da atenção, responsabilização, humanização e equidade.

“Isso significa dizer que a APS funciona como um filtro capaz de organizar o fluxo dos serviços nas redes de saúde, dos mais simples aos mais complexos. No Brasil, a Atenção Primária é desenvolvida com o mais alto grau de descentralização e capilaridade, ocorrendo nos postos de Estratégia de Saúde da Família – ESFs, que disponibilizam serviços como consultas, exames, vacinas, radiografias e outros procedimentos”, informou o Secretário Municipal de Saúde, Dr. João Alberto Teixeira.

O Sistema de Informação da Atenção Básica avalia sete quesitos para definir a pontuação final de cada município: proporção de gestantes com pelo menos seis consultas de pré-natal realizadas, proporção de gestantes com realização de exames para Sífilis e HIV, proporção de gestantes com atendimento odontológico, cobertura de exame citopatológico e percentual de pessoas hipertensas com pressão arterial aferida em cada semestre, percentual de diabéticos com solicitação de hemoglobina glicada e cobertura vacinal de Poliomielite e de Pentavalente.

Ao final da avaliação, Saquarema obteve a marca de 6,35 (quanto mais próximo de 10, melhor a avaliação), nota que deixa o município na 1ª colocação da Região dos Lagos e na 12ª do Estado. De acordo com os dados divulgados, 39% das gestantes fizeram as 6 consultas de pré-natal, 29% realizaram exames para Sífilis e HIV, 45% das grávidas tinham a cobertura de atendimento odontológico e 23% contavam com a cobertura citopatológica. Além disso, 13% dos hipertensos tiveram acompanhamento quanto à pressão arterial, 19% dos diabéticos estavam com exames em dia e foi alcançado o percentual de 100% de cobertura da Pólio e Pentavalente.

Novos postos de ESF

“Ainda temos muito que avançar. Mas, ver estes dados do Ministério da Saúde nos deixam animados. Vamos construir 7 novos postos de Estratégia de Saúde da Família e novas Unidades Básicas de Saúde. Alguns já estão com obras em andamento. Também vamos ampliar ainda mais esta cobertura da Atenção Básica, para facilitar o acesso da população à Rede Municipal de Saúde”, informou a Prefeita Manoela Peres.

Uma das obras que já estão em andamento é da Unidade Básica de Saúde – UBS de Jardim Ipitangas. A Unidade contará com consultórios de atendimento médico, sala de vacina, recepção, sala de coletas para exames laboratoriais, acompanhamentos para diabéticos, hipertensos, gestantes (pré-natal) e recém-nascidos. A UBS também contará com equipes de Agentes Comunitários de Saúde, que trabalharão preventivamente com visitas e atendimentos domiciliares às famílias cadastradas dos bairros de atuação, e de Médicos de Saúde da Família, que visitarão os pacientes que não podem comparecer às unidades de saúde.